Vivências http://revistas.uri.br/index.php/vivencias <p><strong>FOCO E ESCOPO</strong></p> <p>A <em>Revista Eletrônica Vivências</em> tem por objetivo a difusão de estudos, pesquisas e artigos no campo das áreas de conhecimento do CNPq e áreas temáticas da extensão universitária, no sentido de promover a produção e a sistematização do conhecimento e a democratização do saber.</p> <p style="margin: 0cm;">Classificada como <strong>A4 pelo Qualis Periódicos da CAPES</strong> - Quadriênio 2017-2020</p> <p style="margin: 0cm;"> </p> <p style="margin: 0cm;">As edições anteriores ao número 28 encontram-se disponíveis e podem ser acessadas no seguinte link: <a href="http://www2.reitoria.uri.br/~vivencias/index.html">http://www2.reitoria.uri.br/~vivencias/index.html</a></p> Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões pt-BR Vivências 1809-1636 EL CURRÍCULUM EN LA UNIVERSIDAD. ¿ENSEÑAR CONTENIDOS O DESARROLLAR CAPACIDADES? http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1263 <p>Las escuelas, institutos, facultades y departamentos de toda universidad, tienen entre sus principales funciones la distribución y transmisión del conocimiento. Pero ¿Cuáles conocimientos? ¿Para quién?, ¿De qué forma? ¿Con qué intenciones educativas? En este artículo, se invita a pensar en los diseños curriculares no sólo como políticas públicas que aseguran el desarrollo de una nación sino como políticas públicas que aseguren el cumplimiento de todos los proyectos de vida que quieran emprender sus habitantes para transitar una vida plena. Para ello, desde el enfoque de capacidades se fundamenta la necesidad de descentrarse de los contenidos a enseñar para adoptar un modelo de enseñanza que dé prioridad al desarrollo humano de los y las estudiantes. Finalmente, se reflexiona acerca de la manera de planificar la enseñanza partiendo ya no de lo que se cree que es necesario aprender sino más bien de las capacidades que asegurarán la formación de profesionales universitarios.</p> Daniel Ernesto Stigliano Copyright (c) 2024 Daniel Ernesto Stigliano https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 9 21 10.31512/vivencias.v20i40.1263 (DE)FORMAÇÃO DE PROFESSORES E A BNC-FORMAÇÃO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1264 <p>Este é um artigo que discute a Formação de Professores no Brasil a partir da das Diretrizes Nacionais Curriculares definidas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) do Ministério da Educação. Trata-se de uma análise de teses e dissertações nacionais que analisam e/ou utilizam o documento BNC-Formação para compreender a política de formação docente no Brasil. Foram localizadas oito (8) dissertações e três (3) teses no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES, cuja leitura qualitativa levou a uma crítica múltipla do documento, classificada em oito (8) eixos, a saber (i.) normativas arbitrárias e distanciamento da prática docente; (ii.) educação por competências; (iii.) assujeitamento docente; (iv.) responsabilização do professor; (v.) mecanismo de vigilância e controle; (vi.) reflexos na universidade; (vii.) substituição da Resolução n. 2/2015; (viii.) movimentos contrários à BNC-Formação. Ao final, tendo qualificado a crítica à BNC-Formação em tantos eixos diversos, concluímos que as diretrizes nacionais de formação docente no Brasil resultam em uma política que requer urgente revisão.</p> Aline Luz Mesquita Ivan Fortunato Alexandre Shigunov Neto Copyright (c) 2024 Aline Luz Mesquita, Ivan Fortunato, Alexandre Shigunov Neto https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 23 38 10.31512/vivencias.v20i40.1264 IMIGRANTES E REFUGIADOS COMO DESAFIO PEDAGÓGICO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1265 <p>É possível identificar os fluxos migratórios em uma ampla crescente, especialmente a migração de Sul-Sul Global entre países da América Latina. Nesse contexto, o Brasil se constituiu como um dos maiores anfitriões por apresentar uma das mais avançadas legislações para imigrantes e refugiados. Os desafios pedagógicos para garantir o direito à educação do estrangeiro, comumente, são postos pela dificuldade de falar o idioma, pela cultura e atitudes discriminatórias – xenofobia, adaptação, a desinformação e a falta de formação adequada dos profissionais docentes para receber e conduzir acertadamente esses alunos em espaços educativos. A pesquisa emerge dos desafios colocados pelo fluxo migratório e o processo de escolarização da população estrangeira no ensino público e visa analisar práticas docentes em contextos interculturais com o propósito de ressignificar a educação de imigrantes, apátridas e refugiados (genericamente definidos como estrangeiros) em escolas públicas, partindo das reflexões e análise das entrevistas realizadas na escola EMEF Olímpio Vianna Albrecht no município de São Leopoldo, região do Vale do Rio dos Sinos - RS.</p> Rodrigo Manoel Dias da Silva Ana Carolina Torres Copyright (c) 2024 Rodrigo Manoel Dias da Silva, Ana Carolina Torres https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 39 54 10.31512/vivencias.v20i40.1265 O NOVO ENSINO MÉDIO NO BRASIL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1266 <p>O presente artigo visa trazer reflexões acerca dos percursos mais recentes do denominado Ensino Médio até a chegada da proposta que reestrutura a organização dessa etapa de ensino. São apresentados conceitos e reflexões de autores reconhecidos, bem como o arcabouço legal que respalda os movimentos analisados. São abordadas visões acerca do papel da escola, no que se refere aos objetivos e às finalidades para a sociedade na qual estamos inseridos. Apresentam-se observações quanto à formação do currículo escolar, a seus fundamentos, a suas construções e a suas intencionalidades. Metodologicamente, o artigo realiza um compilado de pesquisas em bases legais, a partir do resgate histórico do Ensino Médio, Lei 9394/1996, até chegarmos à Lei nº 13.415/2017. Nessa retomada, ficam evidenciados questionamentos e críticas de pesquisadores na área da Educação sobre o contexto educativo, o que reforça as instabilidades do sistema e a necessária construção de estratégias e soluções para que a educação possa construir proposições e práticas viáveis, tanto no viés público quanto privado, seguindo as mesmas diretrizes, princípios e tomada de ação. Tal fato reforça a necessidade de mudanças e de esforços de todos os partícipes do processo educativo, a fim de propiciar a continuidade da escolarização e do interesse dos estudantes na sua formação.</p> Regina Anzolch Crestani Ana Cristina Ghisleni Copyright (c) 2024 Regina Anzolch Crestani, Ana Cristina Ghisleni https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 55 68 10.31512/vivencias.v20i40.1266 ACCIONES PROPEDÉUTICAS INCLUSIVAS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1267 <p>Este trabajo posdoctoral se enfoca en analizar teóricamente la deserción de estudiantes en la Facultad de Ciencias Económicas de la Universidad de Buenos Aires (FCE-UBA) y concluir esa etapa de estudio. Examina las acciones inclusivas propedéuticas destinadas a reducir esta tasa de deserción. Se investigan los factores que influyen en la deserción y la viabilidad de implementar acciones organizacionales para combatirla, centrándose en las competencias digitales de los estudiantes y las estrategias de enseñanza empleadas. En el transcurso de la investigación, se identificó una "falacia del mérito" o inclusión excluyente, donde la brecha entre expectativas institucionales y personales se justifica bajo la noción de igualdad de oportunidades, evidenciada en la promoción de la marca "Orgullo UBA". La deserción universitaria en Argentina presenta particularidades debido a las características del sistema educativo superior y a los desafíos enfrentados, incluyendo la descentralización y los impactos de la pandemia. Se destaca la diversidad del sistema educativo, desde universidades públicas de acceso gratuito hasta instituciones privadas con distintos criterios de ingreso. El concepto de mérito es fundamental en la experiencia universitaria, aunque investigaciones revelan disparidades en el acceso y la permanencia de sectores vulnerables en la educación superior. El mérito se ha vinculado con el prestigio y la excelencia de la UBA, especialmente durante sus celebraciones de 200 años. Se sugiere la implementación de medidas reflexivas en la comunidad académica para establecer acciones inclusivas propedéuticas, aprovechando los recursos disponibles en la Universidad, con el propósito de crear una Universidad más inclusiva y reflexiva.</p> Gimena Lorenzi Copyright (c) 2024 Gimena Lorenzi https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 69 82 10.31512/vivencias.v20i40.1267 EVOLUCIÓN DE BRECHAS POR GÉNERO Y QUINTIL SOCIOECONÓMICO EN EL NIVEL EDUCACIONAL ALCANZADO EN CHILE EN LAS ÚLTIMAS DÉCADAS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1268 <p>El presente estudio pretende examinar el estado de la brecha educativa en el logro educacional, según género y nivel socioeconómico en Chile. Para ello se realizó un estudio cuantitativo aplicando un modelo ANOVA con variable dependiente nivel educacional, en distintos cortes temporales, año 2006, 2015 y 2022 con muestras independientes, a partir de los datos contenidos en Encuesta de Caracterización Socioeconómica Nacional (CASEN). Según los resultados obtenidos es posible afirmar que en Chile se ha avanzado en términos de la reducción de brechas educacionales por género en consonancia con reportes a nivel mundial y también, en términos de logro educativo. Sin embargo, los resultados que se presentan en esta investigación alertan respecto de la brecha socioeconómica, la cual continúa siendo un problema en Chile, principalmente porque al evaluar las brechas existentes por quintil socioeconómico, la diferencia en logro educacional se ha mantenido y en términos de acceso nivel de educación superior incluso ha aumentado comparando el quintil de menores ingresos con el quintil de mayores ingresos económicos, desde el año 2006 a 2022. A pesar de que las políticas del Proyecto Educativo Nacional chileno atienden expresamente a ampliar el acceso y priorizar a los quintiles más pobres, es evidente que el acceso a una educación no es igual para todos los chilenos, siendo las mujeres y los niveles socioeconómicos más bajos los que enfrentan mayores dificultades para acceder a una educación formal.</p> Nicol Parra Valera Ivette Durán-Seguel Maximiliano Gallegos Copyright (c) 2024 Nicol Parra Valera, Ivette Durán-Seguel, Maximiliano Gallegos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 83 92 10.31512/vivencias.v20i40.1268 DEL FALLIDO MODELO DE LA INCLUSIÓN POR NECESIDAD AL FRACASO DE LA EXCLUSIÓN POR CAPACIDAD http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1269 <p>En el desarrollo humano, la expansión de las capacidades individuales está intrínsecamente vinculada a las condiciones regulatorias en un contexto territorial. Las instituciones</p> <p>desempeñan un papel crucial al construir incentivos y permitir el despliegue a lo largo del tiempo de las capacidades sociales. En particular, el acceso a la educación y la salud son vectores fundamentales que determinan las posibilidades a largo plazo de los actores. El artículo se propone presentar una aproximación a dos modelos morales de inclusión social. Por un lado, se explora la interpretación que busca garantizar la inclusión en función de las diversas necesidades, respaldada por la multiplicidad de deseos propios de la posmodernidad. Por otro lado, se examina una perspectiva que enfatiza el acceso al mercado a través de competencias, donde la eficiencia determina la asignación de bienes y servicios. Estos enfoques se confrontan en relación con la variable que condiciona el equilibrio a largo plazo: la demanda para la inclusión y la oferta para la eficiencia. En el contexto post-pandemia, las políticas públicas dependerán de la correcta identificación de objetivos para conformar una sociedad de libertad, igualdad y fraternidad. El trabajo no busca realizar un análisis exhaustivo del devenir histórico de estas aproximaciones, sino recuperar sus características principales y destacar la relevancia de sus dinámicas dialécticas en los procesos sociales y económicos. Aunque la coyuntura actual limita la visión completa de sus dinámicas, estudiar los principios de ambas aproximaciones proporciona herramientas para evaluar los acuerdos sociales que conforman los mecanismos de inclusión e igualdad.</p> Miguel Francisco Gutiérrez Copyright (c) 2024 Miguel Francisco Gutiérrez https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 93 106 10.31512/vivencias.v20i40.1269 INSTITUCIONALIZACIÓN DE LA PERSPECTIVA DE GÉNERO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1270 <p>El objetivo de este trabajo es caracterizar el estado de avance en materia de políticas públicas e iniciativas para fomentar la institucionalización de género en universidades chilenas. Para ello se hace una revisión de documentos oficiales, normativos y de literatura especializada en la temática. Los resultados revelan que se han desarrollado una serie de acontecimientos que han favorecido la creación de políticas con perspectiva de género, que ha permitido generar cambios en las instituciones que se evidencias en la creación de instancias de decisión, la incorporación de instrumentos de gestión estratégica, el registro periódico que permita mostrar brechas de género, la revisión de reglamentos y estatutos para erradicar prácticas discriminatorias y desarrollar actividades formativas con miras a generar un cambio de cultura. Se concluye que en el sistema universitario chileno contar con políticas y acciones afirmativas con perspectiva de género ha pasado a convertirse en un factor de sobrevivencia en el sistema, dado su carácter determinante en la acreditación institucional y en la cualidad que otorga como espacio seguro y libre de discriminación para todas las personas.</p> Wendolin Suárez Amaya Rebeca del Pino Peña Elizabeth Troncoso Ahúes Copyright (c) 2024 Wendolin Suárez Amaya, Rebeca del Pino Peña, Elizabeth Troncoso Ahúes https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 107 117 10.31512/vivencias.v20i40.1270 EDUCACIÓN A DISTANCIA, NO DISTANTE http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1271 <p>La educación presencial e inmediata siempre ha sido entendida como la manera ‘natural’ de enseñar y aprender, pues se sustenta en las formas primarias de la comunicación humana, el habla directa y la gestualidad. De ahí que cualquier manera diferente de aprender y enseñar que afecte la inmediatez aludida, sea vista con un cierto grado de desconfianza. Este es un elemento que, junto a otros, genera ciertos prejuicios, a los que alegóricamente tomamos en este texto como 'mitos', que terminan por dificultar y ralentizar el proceso de integración de la tecnología en las nuevas formas de enseñar y aprender, unas veces de forma presencial y otras mediante métodos remotos, o ambas en procesos <em>b-learning</em>. El objetivo de este artículo es analizar y responder, de forma argumentada, a dichos cuestionamientos, considerando que pueden facilitar o paralizar cuanta iniciativa de política pública se intente implementar sobre la temática.</p> Iván Carlos Arandia Ledezma Copyright (c) 2024 Iván Carlos Arandia Ledezma https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 119 140 10.31512/vivencias.v20i40.1271 O DIREITO À ALFABETIZAÇÃO E AO LETRAMENTO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1272 <p>As reflexões ora apresentadas se inserem no contexto de uma Pesquisa Documental, em andamento,</p> <p>que focaliza o direito à educação e os seus modos de efetivação na Educação Básica. Neste artigo, fazemos um recorte no que se refere ao direito à alfabetização inicial e ao letramento.&nbsp; O objetivo é compreender como tal direito é contemplado nos dispositivos que regulam o Ensino Fundamental e nos documentos que versam sobre as Políticas Educacionais direcionadas a tal temática. Com base na análise documental, é possível constatar que o direito à alfabetização inicial e ao letramento está positivado em todos os dispositivos que regulam a ação educativa no Ensino Fundamental de nove anos. Há descontinuidades nas Políticas Educacionais relativas ao direito à alfabetização e ao letramento; concepções distintas de alfabetização e de seu processo; e idades diferenciadas como meta para a alfabetização inicial. Apesar de todos os avanços em termos de dispositivos e Políticas implementadas a partir da promulgação da Constituição Federal, é possível constatar que a alfabetização inicial ainda se constitui um desafio, articulado à universalização da Educação Infantil e do Ensino Fundamental.</p> Dirléia Fanfa Sarmento Celisa Oliveira Duarte Ferreira Suziane Felin Maffini Vanessa Sabrina Witter Dutra Copyright (c) 2024 Dirléia Fanfa Sarmento, Celisa Oliveira Duarte Ferreira, Suziane Felin Maffini, Vanessa Sabrina Witter Dutra https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 141 155 10.31512/vivencias.v20i40.1272 EDITORIAL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1275 Neusa Maria John Scheid Hildegard Susana Jung Alejandro Estévez Copyright (c) 2024 Neusa Maria John Scheid, Hildegard Susana Jung, Alejandro Estévez https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 1 8 10.31512/vivencias.v20i40.1275 ABOUT THE TECHNIQUE: THE POSSIBILITIES OF SERENITY IN MARTIN HEIDEGGER http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/995 <p><span style="font-weight: 400;">O texto objetiva pensar sobre a nossa condição de ser-com-a-técnica, a partir de textos de Martin Heidegger. A hipótese que move a reflexão é a possibilidade de constituição de um viver sem determinismo tecnológico e, outrossim, a não negação radical das tecnologias no mundo humano. A serenidade é uma das apostas, desdobrada num pensar de profundidade e no dizer “sim” e “não” à técnica.Um dos resultados é a instituição de um mundo humano como habitação e não apenas construção. A habitação aqui tem a perspectiva poética, inspirada em Friedrich Hölderlin, para quem o ser humano habita poeticamente o mundo. O percurso argumentativo tem por base a pesquisa bibliográfica na área da filosofia, centrada no autor de “Ser e tempo”, Hans-Georg Gadamer e Paul Ricoeur. O horizonte é a reiterada retomada do pensamento meditativo como questionador da interpretação calculadora do sentido do ser humano. Esperamos que as reflexões apresentadas possam colaborar na compreensão do mundo que vivemos, cada vez mais pautado na matematização e informatização da condição humana em suas relações sociais, tanto da pluralidade quanto da diversidade.</span></p> Adair Adams Fábio César Junges Morgana de Almeida Trintin Antonio Escandiel de Souza Copyright (c) 2024 Adair Adams, Fábio César Junges, Morgana de Almeida Trintin, Antonio Escandiel de Souza https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 157 168 10.31512/vivencias.v20i40.995 CONHECIMENTO E ENSINO: REFLEXÕES SOBRE A URGÊNCIA DE UM NOVO PARADIGMA EPISTEMOLÓGICO E EDUCACIONAL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1040 <p>Este artigo apresenta reflexões sobre educação e escola e a urgência em se considerar um novo paradigma educacional frente às significativas mudanças vivenciadas em nossa sociedade. Para tanto, o estudo possui uma abordagem qualitativa e de natureza bibliográfica. Inicialmente, a pesquisa examina, a partir do pensamento de Boaventura de Sousa Santos (2008), a crise do paradigma dominante e aponta para a possibilidade de se pensar um paradigma emergente do conhecimento. Em seguida, por meio do aporte teórico de Edgar Morin (2000; 2003), discute a necessidade de uma reforma do pensamento e, por consequência, uma reforma do ensino, além de explicitar os saberes imprescindíveis que a educação pode e precisa considerar para uma formação com vistas à cidadania planetária. Com isso, é possível afirmar o quanto é fundamental a escola considerar este novo modelo de educar, que pensa o sujeito e o conhecimento de forma inter-relacionada e complexa, a fim de que a educação contribua para a construção de estudantes mais críticos e éticos.</p> Carla Regina Salau da Rocha Alves Marcos Alexandre Alves Copyright (c) 2024 Carla Regina Salau da Rocha Alves, Marcos Alexandre Alves https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 169 182 10.31512/vivencias.v20i40.1040 EDUCAÇÃO INCLUSIVA EM ESCOLAS DO CAMPO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/997 <p>O estudo tem por objetivo identificar as produções científicas disponíveis na literatura brasileira acerca do processo de inclusão escolar em escolas do campo. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, a qual buscou identificar e analisar resultados de pesquisas nacionais acerca da interface entre educação inclusiva e educação do campo, no recorte temporal de 2008 a novembro de 2021. O total de artigos selecionados foi de 11 produções, destas 9 (81,8%) foram publicadas no período de 2018 a 2021, a abordagem metodológica qualitativa predominou em 9 estudos. Referente às regiões, 2 (18,2%) estudos foram desenvolvidos na região norte, 4 (36,4%) nordeste, 3 (27,3%) centro-oeste e 2 (18,2%) sudeste. A partir dos resultados encontrados evidenciou-se a falta de políticas educacionais pensadas para a efetividade do processo de inclusão escolar específicas para a realidade das escolas do campo, principalmente relacionadas a carência em formação continuada, apoio pedagógico, apoio complementar de outros profissionais, materiais adequados e a oferta de atendimento educacional especializado. Por fim, ressalta-se a importância de novas pesquisas que abordam essa temática, principalmente no que se refere à prática e ao trabalho docente.</p> Tatiane Motta da Costa e Silva Mylena Francini da Rosa Rodrigo de Souza Balk Susane Graup Copyright (c) 2024 Tatiane Motta da Costa e Silva, Mylena Francini da Rosa, Rodrigo de Souza Balk, Susane Graup https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 183 197 10.31512/vivencias.v20i40.997 A INTERSETORIALIDADE NO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/955 <p>Este estudo buscou compreender a percepção das profissionais de saúde sobre o Programa Saúde na Escola (PSE), suas possibilidades e os desafios enfrentados para trabalhar de maneira intersetorial e interdisciplinar. Participaram seis profissionais de saúde, que responderam a uma entrevista. As informações foram interpretadas por meio da análise de conteúdo. Os resultados mostram que a intersetorialidade praticada por meio do diálogo e parceria, ainda encontra limites. Como potencialidades as profissionais citaram: trabalhar com crianças e adolescentes, ambiente escolar, articulação saúde e educação e como desafios: muitas unidades escolares, falta de tempo e recursos, baixa articulação intersetorial. A partir dos resultados foi possível concluir que o espaço de encontro e aprendizagens entre saúde e educação pode ser potencializado, uma vez que, foi revelado o quanto ainda se pode avançar na consolidação de parcerias efetivas entre esses setores. Para efetivar esse trabalho intersetorial através da ESF, é fundamental a inclusão dos escolares nas ações da equipe, e que as profissionais de saúde estejam abertas para trabalhar em rede e construir estratégias de intervenção com saberes interdisciplinares, de forma articulada com outros setores.</p> Marli Ludwig Thomas Giovana Smolski Driemeier Moane Marchesan Krug Marilia de Rosso Krug Copyright (c) 2024 Marli Ludwig Thomas , Giovana Smolski Driemeier , Moane Marchesan Krug, Marilia de Rosso Krug https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 199 213 10.31512/vivencias.v20i40.955 O DESAFIO DA INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS CONSIDERANDO OS DOCUMENTOS OFICIAIS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1078 <p><strong>Resumo</strong>: O presente estudo busca investigar as relações dos professores participantes de uma disciplina de pós-graduação de educação em ciências entre os princípios de interdisciplinaridade nos documentos oficiais e suas dificuldades e desafios para trabalhar com essa temática. Para isso, foi enviado um formulário pelo <em>google forms</em> aos participantes, com perguntas voltadas à interdisciplinaridade nos documentos oficiais na escola de educação básica. A pesquisa é de caráter qualitativo e foram analisadas as respostas de dez participantes que optaram em participar do estudo, por meio da Análise Textual Discursiva (ATD). Os resultados apontaram o olhar destes participantes voltados à interdisciplinaridade aliada à BNCC, num viés de potencialidades e dificuldades no âmbito de se realizar na prática o fazer interdisciplinar, nesse sentido, a formação por meio da pós-graduação se mostra um caminho pertinente para a ampliação dos conhecimentos docentes, visando a qualificação na educação em ciências, através de possibilidade voltadas a novas práticas de cunho interdisciplinar na educação básica.</p> <p>&nbsp;</p> <p><strong>Abstract</strong>: The present study seeks to investigate the relationships of professors participating in a postgraduate course in science education between the principles of interdisciplinarity in official documents and their difficulties and challenges in working with this theme. For this, a form was sent via google forms to the participants, with questions aimed at interdisciplinarity in official documents in the basic education school. The research is of a qualitative nature and the responses of ten participants who chose to participate in the study were analyzed through Discursive Textual Analysis (DTA). The results pointed out the perspective of these participants focused on interdisciplinarity allied to the BNCC, in a bias of potentialities and difficulties in the context of carrying out interdisciplinary actions in practice, in this sense, training through postgraduate studies is a relevant path for expanding of teaching knowledge, aiming at qualification in science education, through possibilities aimed at new practices of an interdisciplinary nature in basic education.</p> Ana Paula Oliveira Roniere Fenner Daniela Menezes Copyright (c) 2024 Ana Paula Oliveira, Roniere Fenner, Daniela Menezes https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 215 233 10.31512/vivencias.v20i40.1078 DOCTOR JEKYLL E MISTER HYDE NO CONTEXTO DAS REDES SOCIAIS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/992 <p>O presente ensaio acadêmico trilha caminhos que se aproximam do contexto da motivação, necessidade ou preferência que impulsiona as pessoas no âmbito das interações que ocorrem nas redes sociais. O intuito é provocar reflexões sobre o “médico” e o “monstro” que habitam a Psique de cada pessoa para, então, perceber que o todo está para além de papeis sociais como aqueles traduzidos pelas palavras bom/boa ou mau/má garoto/garota. Para alcançar esse objetivo, a ancoragem metodológica e o embasamento teórico estão principalmente, mas não exclusivamente, na Psicologia da Gestalt e na abordagem gestáltica enunciada por Fritz Perls. O texto expõe certas transposições do campo da Gestalt, bem como de autores como Huxley, Maslow, Rogers e Arnheim, ao contexto das redes sociais, explicitando categorias como: figura/fundo; autorregulação organísmica; holismo; aqui e agora. Nas conclusões, o leitor encontra um exercício prático, com sugestões de perguntas àqueles que gostariam de experienciar estados de equilíbrio consciente entre organismo e meio no contexto das mídias sociais.</p> Josias Ricardo Hack Copyright (c) 2024 Josias Ricardo Hack https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 235 250 10.31512/vivencias.v20i40.992 A ORGANIZAÇÃO NA OFERTA E DISTRIBUIÇÃO DOS KITS DE ALIMENTOS DURANTE A PANDEMIA: PANORAMA DAS PESQUISAS NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1021 <p style="margin: 0cm; margin-bottom: .0001pt; text-align: justify;"><span style="color: black;">A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia pela COVID-19 e medidas diversas foram tomadas para o controle da doença, dentre elas a suspensão de aulas presenciais, colocando em risco a garantia do direito humano à alimentação escolar na rede pública de ensino. Este estudo elencado através do“Estado do Conhecimento”, realizado através de revisão sistemática utilizou como base de dados a BDTD, CAPES e&nbsp; SCIELO, tendo sido utilizado como marco nos anos de 2020 a 2022. Visou conhecer o que se tem produzido de conhecimento sobre a distribuição de kits de alimentos pela rede federal de ensino, a fim de contribuir para o contexto teórico desta pesquisa. Através da incessante busca em referenciais teóricos verificou-se que não existem estudos específicos sobre o tema e os estudos específicos na área de alimentação escolar são mais restritos ainda. Com certeza temos muito a contribuir nessa área da educação profissional e tecnológica.</span></p> Tânia Terezinha Pinheiro Daniela Copetti Santos Copyright (c) 2024 Tânia Terezinha Pinheiro, Daniela Copetti Santos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 251 268 10.31512/vivencias.v20i40.1021 O ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS NA PANDEMIA http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1019 <p>A orientação pedagógica e o papel do orientador no processo e na construção do conhecimento pedagógico junto ao aluno se torna determinante na condução das atividades durante o estágio. Este estudo objetiva compreender a relação orientador-aluno do ponto de vista do aluno-docente e do professor orientador durante o Estágio Curricular Supervisionado em cursos de Formação de Professores de Educação Infantil e Anos Iniciais - Curso Normal. Trata-se de um estudo de caráter qualitativo. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas com a utilização de um roteiro semiestruturado com questões abertas e semiabertas. Participaram 22 sujeitos sendo 16 alunos e 6 professores orientadores de um curso de Formação de Professores de uma escola da rede pública do interior do Rio Grande do Sul. Para análise dos dados utilizou-se Análise Textual Discursiva- ATD, tendo como referencial teórico Moraes e Galiazzi. Aspectos que dificultam a relação de orientação são apontadas pelos alunos-docentes, como a realização do ECS durante a Pandemia de Covid-19, onde o estágio foi realizado via Ensino Remoto Emergencial. O desconhecimento e a falta de domínio da tecnologia por parte dos orientadores foi apontada pelos alunos-docentes como dificuldades do estágio. Já os aspectos relevantes são as trocas de experiência onde ambos os envolvidos no processo educacional (professor e aluno-docente). Destaca-se a necessidade de estudos sobre a temática, pois a maioria dos estudos refere aos cursos de pós-graduação, o que muitas vezes não reflete a realidade de cursos de Formação de professores de Educação Infantil e Anos Iniciais.</p> Alecia Saldanha Manara Mara Regina Bonini Marzari Raquel Ruppenthal Copyright (c) 2024 Alecia Saldanha Manara, Mara Regina Bonini Marzari, Raquel Ruppenthal https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 269 283 10.31512/vivencias.v20i40.1019 FEIRA DE CIÊNCIAS E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO LETRAMENTO CIENTÍFICO NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1003 <p>Este trabalho buscou investigar quais os níveis de Letramento Científico (LC) foram desenvolvidos por estudantes durante a execução de uma Feira de Ciências em uma escola da rede municipal de ensino de Uruguaiana-RS. Foram objeto de pesquisa 16 roteiros de atividades elaboradas por alunos matriculados no 6ºs e 7ºs anos do ensino fundamental. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, pois busca interpretar e atribuir significado aos processos, procurando entender a contribuição da Feira de Ciências na promoção do LC. Para alcançar o objetivo principal, os roteiros de experimentos elaborados pelos estudantes foram analisados a partir de uma matriz de níveis de LC. Constatou-se que dos 16 roteiros analisados houve o emprego total de 18 verbos, onde 02 roteiros do 6ºs não empregaram verbos e todos do 7°s realizaram o emprego. Em relação aos 6ºs anos perceberam-se a predominância do Letramento Funcional, seguido dos Letramentos Conceitual e Letramento Multidimensional. O Letramento Nominal não foi evidenciado em nenhum dos roteiros. Para os 7ºs anos, houve maior evidência dos níveis de LC Funcional e Conceitual, contemplados respectivamente, em 07 e 03 roteiros. Na sequência, observou-se os níveis de LN e LM sendo contemplados cada um em 02 roteiros. Conclui-se que a relevância deste estudo consiste em conhecer os aspectos que podem contribuir para a promoção do LC dos alunos da Educação Básica, colaborando para o resgate da Feira de Ciências como portal investigativo e não apenas como atividades extraclasse com caráter avaliativo.</p> Thais Menezes de Oliveira Soruco Renata Godinho Soares Raquel Ruppenthal Copyright (c) 2024 Thais Menezes de Oliveira Soruco, Renata Godinho Soares, Raquel Ruppenthal https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 285 299 10.31512/vivencias.v20i40.1003 CIÊNCIAS DA NATUREZA E EDUCAÇÃO FÍSICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1016 <p>Atualmente, a compartimentalização dos conhecimentos não faz sentido no contexto escolar dos Anos Iniciais (AI) do Ensino Fundamental. Assim sendo, ressalta-se a necessidade de interlocução de saberes para dar significado e fluidez ao processo de ensino e aprendizagem de crianças. Este estudo tem como foco o currículo dos AI acerca da área do conhecimento de Ciências da Natureza (CN) e do componente curricular Educação Física (EF). Objetiva-se destacar o potencial interlocutor de conhecimentos entre a área e o componente supracitados, nos AI do Ensino Fundamental, a partir de propostas interdisciplinares. O método de pesquisa caracteriza-se como qualitativo, bibliográfico e documental. Esta pesquisa realiza-se basicamente partir das orientações curriculares prescritas na Base Nacional Comum Curricular(BNCC) para os AI, as CN e EF. A análise dos dados dá-se a partir de um estudo comparativo e da análise de conteúdo proposta por Bardin (2011). Assim, a partir da BNCC, percebe-se que as competências específicas da área de CN e do componente EF abrem caminho para o trabalho interdisciplinar. No entanto, o fato das unidades temáticas, objetos de conhecimento e habilidades CN e EF encontrarem-se dentro das especificidades dos dois componentes curriculares, isso não impede a interlocução de conhecimentos entre CN e EF. Outrossim, as orientações curriculares nos AI sinalizam para o ensino globalizado nessa etapa escolar. Portanto, para que isso se efetive nas instituições escolares, cabe aos gestores e docentes articularem saberes a partir de uma postura metodológica interdisciplinar.</p> Luana Pompéo Rodrigues Rosemar de Fátima Vestena Copyright (c) 2024 Luana Pompéo Rodrigues, Rosemar de Fátima Vestena https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 301 318 10.31512/vivencias.v20i40.1016 SEQUÊNCIA DIDÁTICA GAMIFICADA: CONSTRUINDO COMPETÊNCIAS EM GENÉTICA MOLECULAR http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/783 <p>Diante da necessidade de superar as aulas meramente expositivas, propôs-se como estratégia inovadora a gamificação, na tentativa de engajar, motivar e desenvolver aprendizagem em genética molecular através de desafios. Assim, esse relato trata-se de um fragmento do trabalho de conclusão de mestrado profissional em ensino de biologia em rede (PROFBIO), no qual buscou-se analisar as implicações de uma sequência didática gamificada (SDG) para a construção de competências em genética molecular em alunos do Ensino Médio de uma escola pública através do uso de desafios. Seguindo de forma sistemática a pesquisa-ação de Thiollent, a referida pesquisa desenvolveu-se em duas etapa, das quais foram extraídas as observações relativas ao processo de elaboração e aplicação de uma SDG quanto ao desempenho dos alunos durante os desafios em forma de jogos. Como resultado, verificamos que os alunos apresentaram conduta mais receptiva durante todo o processo de ensino, com a consolidação de várias competências e habilidades presentes na BNCC e no PCNEM, bem como, demonstraram um crescimento significativo no seu engajamento durante a execução dos desafios. Portanto, a SDG se revelou importante ferramenta no ensino-aprendizagem de conteúdos abstratos e complexos ao favorecer uma abordagem mais dinâmica e motivadora, tendo ainda grande potencial de ser replicada por outros professores de biologia.</p> Jéssica Maria da Silva Micheline Barbosa da Motta Copyright (c) 2024 Jéssica Maria da Silva, Micheline Barbosa da Motta https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 319 336 10.31512/vivencias.v20i40.783 INOVAÇÃO E GAMIFICAÇÃO: RELATO DE UMA ATIVIDADE LÚDICA DESENVOLVIDA COM CRIANÇAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/989 <p>O objetivo deste trabalho é o de explorar como a gamificação pode ser um elemento motivador das práticas de ensino e aprendizagem na Educação Infantil. Busca-se também desmitificar o conceito de inovação relacionada à prática gamificada que, na maioria das vezes, está associado ao uso obrigatório de tecnologias digitais. Para essa finalidade, foi elaborado um jogo artesanal, com utilização de materiais de fácil acesso, denominado <em>Trilha das Emoções. </em>O jogo envolve os sentimentos de alegria, tristeza e medo e foi testado em uma turma de alunos, Nível A, da Educação Infantil, em uma escola da rede pública de ensino do município de Alegrete, RS.&nbsp; Constatou-se que a gamificação pode ser um artefato útil para o ensino, pois poderá ajudar a motivar e a engajar os alunos, de maneira criativa e dinâmica. Portanto, defende-se que a gamificação é uma forma lúdica de aprender, possibilitando a reflexão, interação e superação de desafios entre alunos de qualquer faixa etária, desde que pensada para cada realidade.</p> Eliza Araujo Machado Taís Steffenello Ghisleni Noemi Boer Copyright (c) 2024 Eliza Araujo Machado, Taís Steffenello Ghisleni, Noemi Boer https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 337 351 PERCEPÇÃO DA CORRUPÇÃO E DO PROGRESSO SOCIAL MUNDIAL SOB A ÓTICA INSTITUCIONAL ÍTULO DO ARTIGO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1029 <p>A corrupção tem um peso no desempenho econômico de um país, o que pode também influenciar o progresso social. O estudo tem por objetivo avaliar a relação entre a corrupção e o progresso social em nível mundial, sob a ótica da teoria institucional. A pesquisa foi realizada a partir de dados disponíveis no <em>Corruption Perceptions Index</em> e <em>Social Progress Index</em>, dos anos de 2018, 2019 e 2020. A amostra compreendeu 160 países que possuíam os índices disponíveis, envolvendo 480 observações. Para a análise dos dados, aplicou-se o método estatístico dados em painel. Os resultados do estudo evidenciam a influência dos índices de corrupção no progresso social, sendo que quanto menos corrupção um país apresentar maior será o progresso social, que é evidenciado pelo atendimento às necessidades humanas básicas, aos fundamentos do bem-estar e as oportunidades dos indivíduos e da sociedade como um todo. Desse modo, os achados podem ampliar as discussões em relação à corrupção e ao progresso social que impactam no desenvolvimento de um país.</p> Glaucia Marian Tenfen Daiane Migliolli Yetika Ângela Bilk Luciano de Carvalho Copyright (c) 2024 Glaucia Marian Tenfen, Daiane Migliolli Yetika, Ângela Bilk, Luciano de Carvalho https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 353 367 10.31512/vivencias.v20i40.1029 RESSIGNIFICAÇÃO DA PENA NO DIREITO PENAL BRASILEIRO A PARTIR DAS PRÁTICAS RESTAURATIVAS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/959 <p>Este artigo objetivou analisar a importância da ressignificação do instituto da pena a partir da justiça restaurativa no Direito Penal. Utilizou-se como métodos de levantamento de dados a pesquisa indireta bibliográfica e documental. Para realizar a abordagem da pesquisa, utilizou-se o método dedutivo. Inicialmente foi abordada a necessidade de real análise do Direito Penal como último recurso da pacificação social, de modo que haja mínima intervenção de seus mecanismos de repressão na sociedade. Abordar-se-á, a justiça restaurativa como forma alternativa de resolução de conflitos na esfera penal, despontando como uma nova possibilidade de concretizar a pacificação das relações sociais de forma menos arbitrária. Por fim, o potencial revolucionário da justiça restaurativa - já que essa nova forma de resolução de conflitos traz consigo o rompimento do paradigma da pena como consequência necessária e obrigatória da prática de um delito - viabilizando-se a redução da penalização dos indivíduos na sociedade brasileira visando contribuir com a redução da população carcerária, o enfrentamento à superlotação de unidades prisionais e possibilitar o vislumbre de um novo sistema penal em construção, com compromissos humanitários. Conclui-se que o rompimento da justiça restaurativa com o paradigma da obrigatoriedade da pena aflitiva viabiliza reflexões significativas na sociedade brasileira, a apresentar potencial combate a problemas estruturais relevantes como a expansão do Direito Penal e os anseios punitivistas.</p> Silvana Aparecida Plastina Cardoso Leonardo Bocchi Costa Samia Saad Gallotti Bonavides Copyright (c) 2024 Silvana Aparecida Plastina Cardoso, Leonardo Bocchi Costa, Samia Saad Gallotti Bonavides https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 369 387 10.31512/vivencias.v20i40.959 AS CONTRIBUIÇÕES DO TRABALHO DOMÉSTICO E DE CUIDADOS DAS MULHERES RESIDENTES NO MONAF FILADÉLFIA (TOCANTINS, BRASIL) http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/988 <p>A Unidade de Conservação (UC) Integral Monumento Natural das Árvores Fossilizadas do Tocantins (MONAF), no município de Filadélfia, é um dos raros atrativos turísticos com um viés Paleontológico no estado. As pesquisas direcionadas à UC, normalmente abordam os aspectos Geológicos, Paleontológicos e Socioambientais. Nesta pesquisa, optamos em melhor conhecer uma parcela da população local, ou seja, as mulheres, por meio do trabalho que realizam.&nbsp;O objetivo foi apresentar as percepções das mulheres sobre as possíveis contribuições do trabalho doméstico e de cuidados não remunerado para o bem-estar das pessoas e sua relação com o desenvolvimento humano e a teoria feminista. Foi aplicada uma pesquisa qualitativa com objetivos exploratórios, tendo como procedimento técnico o estudo de caso. Participaram da entrevista 35 mulheres. Chegou-se a conclusão de que, o trabalho doméstico e de cuidados não remunerado das mulheres garante bem-estar e desenvolvimento para as pessoas, como prediz a teoria feminista. Mas que a execução dessas atividades pode distanciá-las do bem-estar e das liberdades humanas.</p> Fernanda Pereira de Brito Tatiane Marinho Vieira Tavares Copyright (c) 2024 Fernanda Pereira de Brito, Tatiane Marinho Vieira Tavares https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 389 413 10.31512/vivencias.v20i40.988 ANÁLISE DA ADEQUAÇÃO DE FIBRAS EM PÃES DE FORMA PRODUZIDOS EM ESCALA INDUSTRIAL COM DENOMINAÇÃO “INTEGRAL” http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1044 <p>A preocupação com a alimentação fez com que houvesse um aumento pela procura nos supermercados por produtos considerados “saudáveis” pelos consumidores. O presente estudo teve o objetivo de analisar o rótulo e avaliar se a informação nutricional complementar em pães integrais está adequada conforme a legislação vigente e com o Projeto de Lei 5.081-A/2013 que está em tramitação no Congresso Nacional. Trata-se de um estudo observacional e descritivo realizado na cidade de Uberaba – MG, com coleta de dados feita quinzenalmente em 3 supermercados no ano de 2020. Foram analisados 27 rótulos de pães com a palavra “integral”. Nenhum dos produtos alimentícios declarou a porcentagem de farinha integral e farinha de trigo presente na lista de ingredientes, não estando de acordo com o substitutivo da Lei 5.081-A/2013 ainda em tramitação. Além disso, 44,4% estavam com inadequações, conforme a RDC nº 54, na informação nutricional complementar. Em relação a lista de ingredientes, 14,8% tinha como primeiro ingrediente a farinha de trigo. Os pães com farinha integral como primeiro ingrediente, possuíam média de preço maior que os que tinham a farinha de trigo como primeiro ingrediente. Com isso, uma quantidade significativa dos rótulos avaliados teve algum tipo de irregularidade em relação as normas que estão em vigor.</p> Jacyara Santos de Oliveira Copyright (c) 2024 Jacyara Santos de Oliveira https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 415 428 10.31512/vivencias.v20i40.1044 AVALIAÇÃO SENSORIAL E FÍSICO-QUÍMICA DE BARRA DE CEREAIS COM PRODUTO ALIMENTÍCIO NATURAL RICO EM FIBRAS E ADIÇÃO DE DIFERENTES NÍVEIS DE CACAU http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1080 <p>Este estudo tem como objetivo desenvolver e avaliar a aceitabilidade sensorial e físico química de uma barra de cereais com Produto Alimentício Natural Rico em Fibras e adição de diferentes níveis de cacau. Foram utilizados na preparação aveia, chia, proteína texturizada de soja, quinoa, linhaça marrom, farinha de banana verde, mel e cacau. Foram elaboradas três formulações de barra de cereais: F1 (0% de cacau), F2 (3%) e F3 (5%) . Participaram da análise sensorial 74 julgadores não treinados que avaliaram os atributos de aparência, aroma, sabor, sabor residual, textura e cor, e aceitação global. As análises físico químicas foram realizadas em triplicata e determinou-se umidade, cinzas, proteínas, lipídios, carboidrato e fibra total nas barras de cereais. Todas as formulações tiveram índice de aceitação sensorial acima de 70% exceto aroma na F1, pois a adição de cacau aumentou estatisticamente (p&lt;0,05) os escores de aceitação nas formulações F2 e F3. Maiores teores de umidade, cinzas e fibras foram verificados em F2 e F3. Todas as formulações apresentaram propriedade funcional devido ao seu alto teor de fibra alimentar pois pode se afirmar que uma barra de cereal de 30g oferece 6,73g (F1) a 7,16g (F3) na porção, apresentando alto teor de fibra alimentar em relação a outras barras de cereais no mercado. Um nível de adição de 3 a 5% de cacau em barra de cereais melhora o perfil nutricional e sensorial do produto. Além disso, apresenta aceitabilidade semelhante ao produto padrão, com boas expectativas de comercialização.</p> Luane Aparecida do Amaral Angely Vanessa Rodriguez Alvarado Rodrigo Juliano Oliveira Elisvânia Freitas dos Santos Copyright (c) 2024 Luane Aparecida do Amaral, Angely Vanessa Rodriguez Alvarado, Rodrigo Juliano Oliveira, Elisvânia Freitas dos Santos https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 429 443 10.31512/vivencias.v20i40.1080 METODOLOGIA PARA LEVANTAMENTO FLORÍSTICO EM PAREDÃO DE CACHOEIRAS http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/1027 <p>O conhecimento da flora e vegetação do Cerrado, a dimensão e a diversidade de ambientes deste domínio fitogeográfico requerem levantamentos de campo que podem registrar novas espécies, disponibilizar dados sobre a distribuição florística e fitofisionômica, e auxiliar na compreensão da relação ecológica entre fatores abióticos e vegetação. Nos locais de difícil acesso, como os de paredão de cachoeiras, os levantamentos florísticos são parcos. Para contribuir com a obtenção de dados botânicos sobre essas áreas, objetivou-se com esta pesquisa desenvolver uma metodologia para levantamento florístico em paredão de cachoeiras. As áreas selecionadas para a aplicação deste método estão situadas na Serra da Confusão do Rio Preto, no município de Quirinópolis, Goiás. A metodologia desenvolvida utilizou técnicas verticais de rapel e escalada aplicadas à coleta botânica, considerando as peculiaridades de locais de difícil acesso. Conclui-se que o rapel aplicado à coleta botânica resulta em técnica eficaz para a obtenção de dados em paredão de cachoeiras. Desta maneira, a adaptação e/ou desenvolvimento de metodologia de coleta demonstrou-se fundamental para atender às particularidades do paredão de cachoeiras.</p> Alline Dias Isa Lucia de Morais Dara Aparecida Ribeiro Boa Ventura Rafael Felipe de Almeida Copyright (c) 2024 Alline Dias, Isa Lucia de Morais, Dara Aparecida Ribeiro Boa Ventura, Rafael Felipe de Almeida https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 445 460 10.31512/vivencias.v20i40.1027 OS USOS E COBERTURA DA TERRA INFLUENCIAM A COMUNIDADE DE MACROINVERTEBRADOS BENTÔNICOS EM RIACHOS? http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/985 <p>O objetivo deste estudo foi verificar a influência dos usos e cobertura da terra sobre a estrutura da comunidade e composição dos grupos tróficos funcionais de macroinvertebrados bentônicos em riachos do Alto Uruguai gaúcho. Foram definidos 9 riachos (&lt;3ª ordem), com diferentes porcentagens de vegetação arbórea nativa, agricultura e urbanização na área de drenagem. Estes, foram classificados em riachos naturais, agrícolas e urbanos. Os organismos foram coletados com um amostrador Surber (malha 250 mm e área de 0,09 m<sup>2</sup>) em substrato pedregoso na primavera de 2021. Foram coletados 7.741 organismos, distribuídos em 42 famílias. A estrutura da comunidade diferiu entre os riachos, mostrando maior abundância nos riachos agrícolas e menor riqueza nos riachos urbanos. As famílias mais abundantes foram Chironomidae (43,48%) e Baetidae (19,42% dos organismos). A comunidade amostrada nos riachos agrícolas e urbanos foi marcada pela presença de táxons tolerantes e generalistas. Coletor-catador foi o grupo trófico mais abundante em todos os riachos, e o único que diferiu entre os usos da terra, onde a agricultura contribuiu para o aumento deste grupo. Os riachos naturais tiveram maior abundância de fragmentadores. Os resultados indicam que os processos de agricultura e urbanização modificam a estrutura das comunidades de macroinvertebrados bentônicos e afetam a distribuição e composição dos grupos tróficos destes ambientes. Assim, destaca-se a importância de integrar abordagens funcionais, como os grupos tróficos, às abordagens taxonômicas, para um melhor entendimento das condições ecológicas dos riachos frente aos impactos antrópicos.</p> Bruna Luisa Pastore Lucas Abbadi Ebling Rozane Maria Restello Copyright (c) 2024 Bruna Luisa Pastore, Lucas Abbadi Ebling, Rozane Maria Restello https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 461 483 10.31512/vivencias.v20i40.985 UTILIZAÇÃO DE LIPOSSOMAS NO PROCESSO DE CRIOPRESERVAÇÃO DE SÊMEN DE SUÍNO http://revistas.uri.br/index.php/vivencias/article/view/986 <p>O presente trabalho tem como objetivo trazer os principais vantagens e desvantagens da utilização de lipossomas no processo de criopreservação do sêmen suíno através dessa revisão bibliográfica. Pois a utilização do sêmen criopreservado na suinocultura representa 1% apenas, por causa dos danos que ocorrem durante o processo de criopreservação, no qual o sêmen passa por três etapas antes de ocorrer o congelamento, e nelas ocorre a diminuição da temperatura. Dessa forma, ocorre alterações físicas e químicas dos espermatozoides, deixando-os suscetíveis a sérios danos causados pelo frio. Além disso, a redução da temperatura, leva a mudança de fase fluida para a fase gel, ocorrendo uma maior desidratação celular, decorrente da remoção de moléculas polares dos fosfolipídios, acarretando em alterações de funcionalidade. Decorrente disso, busca-se novos crioprotetores, antioxidantes para reduzir/reparar os danos aos espermatozoides de suínos desde do processo de refrigeração até o processo de descongelamento do sêmen congelado. Em vista disso, destaca-se os lipossomas, que são vesículas coloidais compostas de lipídeos anfipáticos que em excesso de água se agregam formando bicamadas lipídicas esféricas com compartimento interno aquoso, podendo carregar antioxidantes, ATP. No entanto, eles podem ser fabricados de diferentes fosfolipídios, desde da gema de ovo até lecitina de soja, e até mesmo o processo de fabricação podem ser diferentes. Nota-se que a utilização de lipossomas no processo de criopreservação de sêmen, é uma alternativa para evitar/reparar os danos que ocorrem aos espermatozoides durante esse processo.</p> Clederson Idenio Schmitt Fernanda Dagmar Martins Krug Izani Bonel Acosta Carine Dahl Corcini Copyright (c) 2024 Clederson Schmitt, Fernanda Dagmar Martins Krug, Izani Bonel Acosta, Carine Dahl Corcini https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 2024-01-01 2024-01-01 20 40 485 500 10.31512/vivencias.v20i40.986