CHECKLIST CIRÚRGICO E SUA IMPORTÂNCIA NA SEGURANÇA DO PACIENTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i31.132

Resumo

Resumo

Objetivo: descrever a experiência vivenciada pelas acadêmicas de enfermagem frente ao preenchimento e aplicação do checklist no Centro Cirúrgico. Metodologia: refere-se a um relato de experiência com delineamento descritivo e com abordagem qualitativa, desenvolvido no segundo semestre de 2018 durante o estágio de conclusão de curso de graduação de enfermagem. Resultados: identificaram-se falhas no preenchimento do checklist por parte da Enfermagem, o que pode afetar a segurança do paciente submetido a procedimentos cirúrgicos com relação à cirurgia segura. Conclusões: Uma determinada carência no preenchimento dos dados do checklist cirúrgico em todas as etapas por parte dos profissionais da Enfermagem, o que impacta na assistência prestada e na segurança do paciente.

Palavras-chave: Enfermagem. Lista de checagem. Segurança do Paciente.

Biografia do Autor

Mara Hendges, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santo Ângelo, RS, Brasil

Enfermeira do Centro Cirúrgico do Hospital de Caridade de Três Passos. Pós-Graduação em Centro Cirúrgico, Sala de Recuperação Pós Anestésica e Centro de Material e Esterilização pela UNIJUI / Campus Ijui. Pós-Graduanda em Enfermagem do Trabalho pelo Centro Universitário Internacional – UNINTER / Polo Três Passos.

Narciso Vieira Soares, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santo Ângelo, RS, Brasil

Doutor em Enfermagem. Docente do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – campus de Santo Ângelo. Especialista em Projetos Assistenciais de Enfermagem e Especialização em Licenciatura Plena em Enfermagem.

Francisco Carlos Pinto Rodrigues, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santo Ângelo, RS, Brasil

Doutor em Enfermagem. Docente do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – campus de Santo Ângelo. 

Vivian Lemes Lobo Bittencourt, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Santo Ângelo, RS, Brasil

Mestre em Enfermagem. Doutorado em Educação nas Ciências em andamento. Docente do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – campus de Santo Ângelo. Especialista em Enfermagem do Trabalho e Gestão Estratégica em Cooperativa de Saúde.

Referências

BRAGA, C. G.; SILVA, J. V. D. Teorias de enfermagem. 1ª ed. São Paulo, SP: Editora Saraiva. 2016.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Segurança do paciente: protocolos básicos de segurança do paciente. 2013. Disponível em: < http://www20.anvisa.gov.br/segurancadopaciente/index.php/publicações >. Acesso em: 21 set 2018.

BRASIL. Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização. A cultura de segurança do paciente na adesão ao protocolo da cirurgia segura. São Paulo, 2015. Disponível em: < https://revista.sobecc.org.br/sobecc/article/view/88 >. Acesso em: 24 set 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Organização Mundial da Saúde. Segundo desafio global para a segurança do paciente: cirurgias seguras salvam vidas. 2009. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/seguranca_paciente_cirurgias_seguras_salvam_vidas.pdf >. Acesso em: 19 set 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução - RDC n° 36. 2013. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0036_25_07_2013.html >. Acesso em: 02 out 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n° 1.377. 2013. Disponível em: < https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt1377_09_07_2013.html>.Acesso em: 02 out 2018.

BRASIL. Ministério da saúde. Portaria n° 2.095. 2013. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegia/gm/2013/prt2095_24_09_2013.html>. Acesso em: 02 out 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Brasília, 2013. Disponível em: < http://portalms.saude.gov.br/acoes-e-programas/programa-nacional-de-seguranca-do-paciente-pnsp >.

CAMANHO, G. Cirurgia segura para todos. Revista Brasileia de Ortopedia. 2014. v.49, n. 6, p 553-554.

CONLEY, D. M., Effective surgical safety checklist implementation. J Am Coll Surg. 2011. v. 2012, p. 873-879.

FREITAS, M.R., et al. Avaliação da adesão ao checklist de cirurgia segura da OMS em cirurgias urológicas e ginecológicas, em dois hospitais de ensino de Natal. Rio Grande do Norte, RN. Cad Saúde Pública. 2014. v. 30, p. 137-148.

GAWANDE, A. Checklist como fazer as coisas benfeitas. Rio de Janeiro, RJ: Editora Sextante. 2011.

HORTA, W.A. Processo de Enfermagem. 1° edição. Rio de Janeiro, RJ: Guanabara Koogan. 2011.

MOURA, M. L. O, MENDES, W. Avaliação de eventos adversos cirúrgicos em hospitais do Rio de Janeiro. Rev Bras Epidemiol. 2012. v.15, p. 523-535.

PANCIERI, A.P., et al. Checklistde cirurgia segura: análise da segurança e comunicação das equipes de um hospital escola. Rev Gaúcha Enferm. 2013. v.34, n. 1, p. 71-78.

PAUGAM-BURTZ, C.; GUERRERO, O. Check-list sécurité au bloc opératoire : le bilan après un an de déploiement à l’hôpital Beaujon French surgical checklist in a universitary hospital: Achievements one year after implementation. Anais Franceses de Anestesia e Reanimação. 2011. Amsterdã. v. 30, n. 6, p. 475-478.

RIBEIRO, HCTC et al. Adesão ao preenchimento do checklist de segurança cirúrgica. Cad. Saúde Publica. 2017. Rio de Janeiro. v. 33, n. 10.

SALES, F. D. S.; NERES, R. G.; AZEVEDO, E. R. D. A relevância do enfermeiro no protocolo de cirurgia segura salva vidas: revisão da literatura. Nucleo Interdisciplinar de Pesquisa. 2015.

WEISER, T.G. et al. An estimation of the global volume of surgery: a modelling strategy based on available data. The Lancet. 2008. Estados Unidos da América. v.372, n. 9633, p. 139-144.

Publicado

2020-06-29

Como Citar

Hendges, M., Soares, N. V., Rodrigues, F. C. P., & Bittencourt, V. L. L. (2020). CHECKLIST CIRÚRGICO E SUA IMPORTÂNCIA NA SEGURANÇA DO PACIENTE. Vivências, 16(31), 245-252. https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i31.132

Edição

Seção

ARTIGOS DE FLUXO CONTÍNUO