MÚSICA E ALEGRIA: UMA PRÁTICA HUMANIZADA PARA CRIANÇAS HOSPITALIZADAS

Autores

  • Guilherme Henrique da Silva Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI
  • Juliane Claudia Piovesan Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i30.146

Resumo

O projeto extensionista, “A música para crianças hospitalizadas: alegria e humanidade” faz parte do projeto de extensão, “A alegria da música: uma prática para crianças hospitalizadas”, promovido pelo Curso de Pedagogia da URI - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - Câmpus de Frederico Westphalen/RS, juntamente com o Hospital Divina Providência (HDP) de Frederico Westphalen/ RS, tendo por objetivo desenvolver atividades com a utilização da música para crianças internadas no referido Hospital, proporcionando momentos de descontração e alegria, promovendo a sensibilidade e a humanização e amenizando a angústia da criança e da família. Delineia-se em desenvolver atividades com música para cada fase do desenvolvimento infantil, de acordo com as crianças que se encontram hospitalizadas; organizando um espaço na Brinquedoteca do Hospital para o desenvolvimento de atividades musicalizadas; fornecendo a criança, através da música, o contato com a cultura, auxiliando também na sensibilidade, desinibição, socialização e comunicação, bem como oferecendo apoio aos pais no cuidado com os filhos, proporcionando, no tempo em que estiverem no Hospital, o contato com a alegria que a música oferece. Nesse sentido, busca responder a seguinte questão, como a alegria da música pode auxiliar na sensibilidade e humanização das crianças hospitalizadas? E, nesse contexto pode-se destacar que a utilização de atividades lúdicas interferem significativamente para as crianças hospitalizadas, no caso específico desse projeto extensionista, é a música, como benefício para amenizar a angústia que muitas vezes encontra-se nesse local, na implementação de projetos que valorizem o brincar como recurso de desenvolvimento.

Biografia do Autor

Juliane Claudia Piovesan, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI

Professora do Departamento de Ciências Humanas.

Referências

AZEVEDO, Adriano Valério dos Santos. O brincar da criança com câncer no hospital: análise da produção cientifica. Estudos de Psicologia. Campinas, v. 28, n. 4, p. 565-572, out/dez, 2011.

BERGOLD, Leila Brito; CHAGAS, Marly; ALVIM, Neide Aparecida Titonelli e

BACKES, Dirce Stein. A utilização da música na humanização do ambiente hospitalar: interfaces da musicoterapia e enfermagem. Disponível em: < http://www.revistademusicoterapia.mus.br/wp-content/uploads/2016/11/4-A-utiliza%C3%A7%C3%A3o-da-m%C3%BAsica-na-humaniza%C3%A7%C3%A3o-do-ambiente-hospitalar-interfaces-da-Musicoterapia-e-Enfermagem.pdf>. Acesso em: 13 jun. 2017.

BETTI, Leilane Cristina Nascimento; SILVA, Deise Ferreira da; ALMEIDA, Flávio. A importância da música para o desenvolvimento cognitivo da criança. Disponível em <http://www.portalamericas.edu.br/revista/pdf/ed12/artigo6.pdf>. Acesso em 07 de abr. de 2016.

BRITO, Teca Alencar de. Música na educação infantil. São Paulo: Peirópolis, 2003.

CALDEIRA, Zoica Andrade; FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. O papel mediador da educação musical no contexto hospitalar: uma abordagem sócio-histórica. Disponível em: <http://livros01.livrosgratis.com.br/cp111056.pdf>. Acesso em: 10 de nov. 2015.

CARVALHO, Rosane de; LIMA, Beatriz dos. A música e o desenvolvimento cognitivo infantil. Disponível em: < http://www.fai.com.br/portal/pibid/adm/atividades_anexo/eaf5aaffd4eaa9d19554da58 7d508be9.pdf >. Acesso em: 31 jan 2019.

GAINZA, Violeta H. Estudos de Psicopedagogia Musical. São Paulo: Summus, 2002.

JÚNIOR, José Davison da Silva. Música e saúde: a humanização hospitalar como objetivo da educação musical. Disponível em: < http://www.abemeducacaomusical.com.br/revistas/revistaabem/index.php/revistaabe m/article/download/99/82 >. Acesso em 13 jun. 2017.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Disponível em: www.saude.gov.br/. Acesso em: 02 de fevereiro de 2013.

MIRANDA, Paulo César Cardozo de. A vivência da música na humanização hospitalar: o ambiente sonoro enquanto atividade relacional. Disponível em: < http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/ata/pos/Paulo%20C%C3%A9sar%20C ardozo%20de%20Miranda.pdf >. Acesso em: 13 jun. 2017.

MITRE, R. M. A.; GOMES, R. A. A promoção do brincar no contexto da hospitalização infantil como ação de saúde. Rio de Janeiro. Revista Ciência e Saúde, p. 147-154, 2004. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf. Acesso em: 13 de dez de 2016.

MOREIRA, Tiago Valério Coelho. A Educação Musical nos jardins de infância e no primeiro ciclo da escola portuguesa, num contexto de interdisciplinaridade para a aquisição de competências. Disponível em: < https://uvadoc.uva.es/bitstream/10324/2882/1/TESIS322-130530.pdf >. Acesso em: 20 dez 2018.

ROSA, S. E. Um desafio às regras do jogo: Da análise na infância ao infantil na análise. Rio de Janeiro: Contra Capa, 1997.

SANTOS, Santa Marli Pires dos. Brinquedoteca: a criança, o adulto e o lúdico. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

WINNICOTT, D. W. O brincar e a realidade. Rio de Janeiro: Imago, 1995.

Publicado

2019-12-11

Como Citar

Silva, G. H. da, & Piovesan, J. C. (2019). MÚSICA E ALEGRIA: UMA PRÁTICA HUMANIZADA PARA CRIANÇAS HOSPITALIZADAS. Vivências, 16(30), 127-144. https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i30.146

Edição

Seção

ARTIGOS DO PRÊMIO DESTAQUE