GESTÃO DE BOAS PRÁTICAS EM UMA CANTINA ESCOLAR

Autores

  • Wellington Boaz Bitencourt Pereira Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Erechim, RS
  • Vivian Polachini Skzypek Zanardo Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Erechim, RS

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i30.152

Resumo

A segurança alimentar e a gestão da qualidade são conceitos fundamentais para que o processo produtivo de alimentos seja desenvolvido de forma a minimizar o número de doenças veiculadas pelos alimentos. Estes conceitos devem ser implementados desde o recebimento até a distribuição dos alimentos. Considerando-se a necessidade de ações de controle sanitário na área de alimentos visando à proteção da saúde do consumidor, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) regulamenta as Boas Práticas para os Serviços de Alimentação (BPSA). O objetivo deste trabalho é realizar gestão de Boas Práticas em Serviços de Alimentação e Nutrição. O desenvolvimento foi seguido das etapas: aplicação de Check List, início e final do projeto, para verificação das condições do local conforme portaria 78/2009; capacitação da mão de obra manipuladora de alimentos, disponibilização de planilhas para controle de serviço de alimentação e nutrição, entrega de livro contendo 15 receitas saudáveis e duas sugestões de cardápios para almoço. Observou-se inadequações na primeira aplicação de Check List. De acordo com os resultados da segunda, e última, aplicação do check list, a Unidade de alimentação e nutrição (UAN) obteve melhorias. Foram realizados três treinamentos, e capacitados doze funcionários, conforme a resoluções 216/2004. Conclui-se que, a aplicação do check list e treinamento dos manipuladores é relevante para garantir a higiene e segurança alimentar, pois possibilita ter clareza dos pontos positivos e negativos, auxiliando no melhoramento do serviço fornecido, garantido a qualidade do alimento oferecido. o que poderá contribuir na promoção de saúde e qualidade de vida da população.

Referências

BRASIL. Lei n. 11.346, de 15 de setembro de 2006. Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN). Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 18 set. 2006.

BRASIL. Agencia Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA. Resolução – RDC Nº 216, de 15 de Setembro de 2004. Estabelece procedimentos de Boas Práticas para serviço de alimentação, garantindo as condições higiênico-sanitárias do alimento preparado. Diário Oficial da União, Brasília, DF,17 setembro de 2004.

BRANCO, N. C. M.; SILVA, K. M. G.; LOURENÇO, M S. Gestão da qualidade e segurança dos alimentos: diagnóstico e proposta para um restaurante comercial no município do Rio de Janeiro. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas – Ano 5, nº 1, Jan-Mar/2010.

MEDEIROS, L. B. et al. Diagnóstico das condições higiênicas de serviços de alimentação de acordo com a NBR 15635:2008. Brazilian Journal of Food Technology. São Paulo, 2012.

VASQUES, Crislayne Teodoro; MADRONA, Grasiele Scaramal. Aplicação de checklist para avaliação da implantação das boas práticas em uma unidade de alimentação e nutrição. Revista Higiene Alimentar, v. 30, 2016.

DIAS, Rose M. Feliciano; SANTOS, Isabella Costa Bandeira dos. Aplicação das boas práticas em restaurantes e lanchonetes localizados em instituição de ensino superior de salvador, BA.. Revista Higiene Alimentar, v. 31, 2017.

GARCIA, Marcelo Valle; CENTENARO, Graciela Salete. Capacitação de manipuladores de alimentos e avaliação das condições higiênicas em serviço de alimentação. Brazilian Journal of Food Research, v. 7, 2016.

Publicado

2019-12-11

Como Citar

Pereira, W. B. B., & Zanardo, V. P. S. (2019). GESTÃO DE BOAS PRÁTICAS EM UMA CANTINA ESCOLAR. Vivências, 16(30), 193-200. https://doi.org/10.31512/vivencias.v16i30.152

Edição

Seção

ARTIGOS DO PRÊMIO DESTAQUE