LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA: DESENVOLVIMENTO E ANÁLISE DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE BOTÂNICA PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i32.241

Resumo

A forma como o ensino de Botânica vem ocorrendo, através de aulas expositivas, listas de nomes científicos e uso exclusivo de livros didáticos é motivo de críticas de muitos estudiosos da educação. O objetivo principal deste artigo foi, a partir do conhecimento botânico discutidos em sala de aula, propor aos licenciandos de Ciências da Natureza, o desenvolvimento de atividades lúdicas com potencial de aplicação na educação básica. Intrínseco a este objetivo, pode-se inferir que as atividades desenvolvidas, poderiam formar um repertório de estratégias úteis, aos futuros professores, para a superação das metodologias ditas tradicionais. A atividade ocorreu nos componentes curriculares Diversidade Vegetal I e II, no ano de 2018, no Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza, da Universidade Federal do Pampa, Campus Uruguaiana e as propostas metodológicas foram avaliadas por professoras da educação básica da rede pública de ensino. Pode-se inferir que a proposta metodológica “Atividades Pedagógicas sobre Botânica para a Educação Básica”, se apresenta, na visão dos atores envolvidos, como uma proposta inovadora, tendo sido avaliada positivamente, porém, com necessidade de alguns ajustes. O convite as professoras/avaliadoras para participarem do processo avaliativo, pode ser entendido como uma estratégia de aproximação entre a universidade e a escola pública, que poderá desencadear uma melhora substancial na qualidade do ensino da educação básica e na formação contextualizada dos discentes, podendo estes, neste processo de reflexão entre a teoria e a prática construir a práxis necessária para uma formação integral, tão almejada.

Biografia do Autor

Leonardo Barboza Benites, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA.

Licenciando em Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Campus Uruguaiana.

Ailton Jesus Dinardi, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Licenciado em Biologia, com mestrado em Esnino de Ciências e Doutorado em Ciência Florestal, Professor Adjunto II da UNIPAMPA.

Allyson Henrique Souza Feiffer, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA.

Licenciado em Ciências da Natureza pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa), pós-graduando (lato sensu) Especialização em Educação Ambiental (Unipampa).

Débora Velasque de Souza, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Mestranda do PPG Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (Unipampa). Licenciada em Ciências Biológicas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar).

Referências

BARCELOS, Nora Ney Santos; VILLANI, Alberto. Troca entre universidade e escola na formação docente: uma experiência de formação inicial e continuada. Ciência & Educação, v. 12, n. 1, p. 73-97, 2006.

BARROS, Flávia Cristina Oliveira Murbach de; JOROSKY, Narda Helena. Práticas Pedagógicas e formação de professores: vivências humanizadoras em sala. XII EDUCERE – XII Congresso Nacional de Educação. Curitiba-PR, 2015.

BOLZAN, Doris Pires Vargas; ISAIA, Silvia Maria de Aguiar; ROCHA MACIEL, Adriana Moreira da. Formação de professores: a construção da docência e da atividade pedagógica na Educação Superior. Revista Diálogo Educacional, v. 13, n. 38, p. 49-68, 2013.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, 20 de dezembro de 1996.

_______. Base Nacional Comum Curricular – Educação é a Base. Documento homologado pela Portaria n° 1.570, publicada no D.O.U. de 21/12/2017, Seção 1, Pág. 146. Brasília, 21 de dezembro de 2017.

CARDOSO, Ana Paula. As atitudes dos professores e a inovação pedagógica. Revista Portal da Pedagogia. São Paulo. n. 1, v. XXVI, p. 94, 1992.

COSTA, Milena Vieira. Material instrucional para ensino de botânica: CD-ROM possibilitador da aprendizagem significativa no ensino médio. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande-MS, 2011.

DA CUNHA Maria Isabel. Prática pedagógica e inovação: experiências em foco. Anais do Seminário Inovação Pedagógica [recurso eletrônico]: “Repensando estratégias de formação acadêmico-profissional em diálogo entre Educação Básica e Educação Superior” / organizadores Elena Maria Billig Mello [et al.]. Uruguaiana, RS: Unipampa, 2018. 137 p.

DE MELLO, Guimar Namo. Formação inicial de professores para a educação básica uma (re)visão radical. SÃO PAULO EM PERSPECTIVA, 14(1) 2000.

DUQUE, Eduardo; VÁZQUEZ, JF Durán. O novo paradigma da educação na promoção de uma sociedade mais inclusiva. RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 15, n. 1, p. 27-49, jan./mar. 2020.

FINO, Carlos Nogueira (2011). Inovação Pedagógica, Etnografia, Distanciação. In FINO, Carlos Nogueira (2011). Etnografia da Educação. Funchal: Universidade da Madeira - CIE-UMa, pp 99-118.

GÜLLICH, Roque Ismael da Costa. A Botânica e seu ensino: história, concepções e currículo. 2003. 147f. Dissertação (Mestrado em Educação nas Ciências), Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul - Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências, Ijuí, 2003.

LÜDKE, Menga; DA CRUZ, Gisele Barreto. Aproximando universidade e escola de educação básica pela pesquisa. Cadernos de Pesquisa, v. 35, n. 125, p. 81-109, maio/ago. 2005.

MARTINS, Janine Lima; GOULART, Aline da Silva; DINARDI, Ailton Jesus. O Ensino de Botânica no ensino fundamental: percepções e análise de uma estratégia de ensino. Research, Society and Development, v. 9, n. 5, p.1-32, 2020.

MELO, Edilaine Andrade et al. A aprendizagem de Botânica no ensino fundamental: Dificuldades e desafios. Scientia plena, v. 8, n. 10, 2012.

MELOS, Aline Riccioni de; ROCHA, Ana Angelita da. A construção do conceito bioma a partir da atividade lúdica. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Campinas, v. 5, n. 10, p. 212-234, jul./dez., 2015.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes. 2010.

MIRANDA, Simão de. No fascínio do jogo, a alegria de aprender. Linhas Críticas, Brasília, v. 8, n. 14, 2002.

MORAES, Maria Candida. O paradigma educacional emergente: implicações na formação do professor e nas práticas pedagógicas. Em Aberto, Brasília, ano 16. n.70, abr./jun. 1996.

OLIVEIRA, Luiz Kildery de Melo. O ensino de física numa perspectiva de inovação pedagógica. 2011. 38f. Monografia (Licenciatura em Física) Programa Especial de Formação Pedagógica de Docentes em Física da Faculdade Integrada da Grande Fortaleza, Fortaleza, 2011.

PIMENTA, Selma Garrido. Pesquisa-ação crítico-colaborativa: construindo seu significado a partir de experiências com a formação docente. Educação e Pesquisa, v. 31, n. 3, p. 521-539, 2005.

RONCATO, Sabrina. Bioma Pampa: compreensões de estudantes da educação básica e do ensino superior. 2016. 67f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Ciências Biológicas), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2016.

ROSA, Sabrina Vale Rodrigues. Ludicidade no Ensino de Ciências. Monografia (Licenciatura em Pedagogia) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Faculdade de Formação de Professores, 2015.

SCHEID, Neusa Maria John; SOARES, Briseidy Marchesan; FLORES, Maria Lorete Thomas. Universidade e Escola básica: uma importante parceria para o aprimoramento da educação científica. Revista Brasileira de Educação Científica e Tecnológica, vol 2, nº 2, mai./ago. 2009.

SILVA, Patrícia Gomes Pinheiro; CAVASSAN, Osmar. Um Histórico da Botânica e as Dificuldades no Estudo dos Vegetais: Uma Questão Metodológica? In: SILVA, P. G. P. da. O Ensino da Botânica no Nível Fundamental: Um Enfoque nos Procedimentos Metodológicos. Tese (doutorado), Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências, Bauru, 2008.

TAUCHEN, Gionara; DEVECHI, Catia Piccolo Viero. Interações entre a universidade e a educação básica. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Vol. 11, Nº. 1, 2016, págs. 527-538.

TOWATA, Naomi; URSI, Suzana; SANTOS, Deborah Yara Alves Cursino dos. Análise da Percepção de Licenciando sobre o “Ensino de Botânica na Educação Básica”. Revista SBEnBio, v. 3, n. 1, 2010.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza. Unipampa, Uruguaiana, 2013.

Publicado

2020-12-14

Como Citar

Benites, L. B., Dinardi, A. J., Souza Feiffer, A. H., & de Souza, D. V. (2020). LICENCIATURA EM CIÊNCIAS DA NATUREZA: DESENVOLVIMENTO E ANÁLISE DE UMA PROPOSTA DE ENSINO DE BOTÂNICA PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA. Vivências, 17(32), 165-184. https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i32.241

Edição

Seção

ARTIGOS DE FLUXO CONTÍNUO