O USO DE APLICATIVOS EDUCACIONAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i32.381

Resumo

Resultante de uma pesquisa bibliográfica, este artigo objetiva apresentar reflexões sobre o uso de aplicativos na formação de professores de língua inglesa. Para tanto, contempla uma abordagem sobre a formação docente no contexto digital, com referência à importância do uso de tecnologias digitais nesse processo, e sobre a exploração de aplicativos nesse contexto. Nesta perspectiva são usadas como fontes de leitura sobre a formação docente: Daiane Modelski, Lúcia Giraffa, Alam de Oliveira Casartello, Juan Carlos Tedesco e Jéssica Siqueira; acerca do uso das tecnologias digitais autores como: Vilson José Leffa, Vera Lúcia Paiva, Pierre Levy e José Moran.  O estudo aponta potencialidades dos aplicativos, que, acessíveis em dispositivos móveis, oportunizam rompimento das barreiras espaciais e até mesmo temporais. Dessa forma, observa-se a mobilidade, a interatividade e a imersão em tecnologias digitais como contribuições dos aplicativos no processo formativo de professores de língua inglesa e na excelência das práticas educativas na era tecnológica.

Biografia do Autor

Hellen Boton Gandin, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Mestranda em Educação pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI/FW. 

Ana Paula Teixeira Porto , Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões

Doutora e mestre em Letras. Professora dos Programas do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI)

Referências

ALDA, Lucía Silveira. LEFFA, Vilson José. Entre a carência e a profusão:

Aprendizagem de línguas mediada por telefone celular. Revista Conexão –

Comunicação e cultura, Caxias do Sul, v.13, n. 26, p. 75-97, 2014. Disponível em:

http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/conexao/article/view/2556/1756. Acesso em:

jun. 2020.

ARAGÃO, Rodrigo Camargo. JESUS, Dánie Marcelo de. Tecnologias digitais móveis e ensino de línguas: entrevista com Vilson José Leffa. Polifonia, Mato Grosso, v. 24, n. 35, p.165-172, 2017. Disponível em: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/6037/3924. Acesso em: 22 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base nacional comum curricular. Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 01 ago. 2020.

HITZSCHKY, Rayssa Araújo et al. O uso de aplicativos educacionais no Ensino Fundamental em tempos de aprendizagem móvel: contribuições para a formação de professores. Tecnologias na Educação, Ceará, v. 26, n. 26, p. 113-134, set. 2018. Disponível em: https://tecedu.pro.br/wp-content/uploads/2018/09/Art7-vol.26-EdicaoTematicaVIII-Setembro2018.pdf. Acesso em: 04 ago. 2020.

LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 1999. Disponível em: https://mundonativodigital.files.wordpress.com/2016/03/cibercultura-pierre-levy.pdf. Acesso em: 20 out. 2018.

MODELSKI, Daiane. GIRAFFA, Lúcia M. M. CASARTELLI, Alam de Oliveira. Tecnologias digitais, formação docente e práticas pedagógicas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 45, n. 0, p. 180-201, 18 mar. 2019. Semestral. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1678-4634201945180201. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151797022019000100515&tlng=p. Acesso em: 01 ago. 2020.

MORAN, José Manuel. MASETTO, Marcos T. BEHRENS, Ilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. São Paulo: Papirus, 2000. Disponível em: https://www.academia.edu/10222269/Moran_Masetto_e_Behrens_-_NOVAS_TECNOLOGIAS_E_MEDIA%C3%87AO_PEDAGOGICA. Acesso em: 22 jul. 2020.

SIQUEIRA, Jéssica Câmara. O uso das TICs na formação de professores. Interdisciplinar, Itabaiana/SE, v. 18, n. 02, p. 203-215, 2013. Semestral. Disponível em: https://seer.ufs.br/index.php/interdisciplinar/article/view/1649. Acesso em: 05 ago. 2020.

SONEGO, Anna Helena Silveira; BEHAR, Patricia Alejandra. M-Learning: reflexões e perspectivas com o uso de aplicativos educacionais. In: XX CONGRESSO INTERNACIONAL DE INFORMÁTICA EDUCATIVA, 20, 2015, Santiago/chile. Nuevas Ideas en Informática Educativa TISE 2015. Santiago/chile: Jaime Sanchez, 2015. v. 11, p. 521-526. Disponível em: http://www.tise.cl/volumen11/TISE2015/521-526.pdf. Acesso em: 07 ago. 2020.

SOUZA, Carlos Fabiano de. Aprendizagem sem distância: Tecnologia digital móvel

no ensino de língua inglesa. Texto Livre: Linguagem e tecnologia, Minas Gerais, v.

, n. 1, p.39-50, 31 jul. 2015. Disponível em:

http://periodicos.letras.ufmg.br/index.php/textolivre. Acesso em: 20 abr. 2020.

TEDESCO. Juan Carlos. O novo pacto educativo. São Paulo: Ática, 2001.

Publicado

2020-12-14

Como Citar

Boton Gandin, H., & Teixeira Porto , A. P. . (2020). O USO DE APLICATIVOS EDUCACIONAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA . Vivências, 17(32), 457-470. https://doi.org/10.31512/vivencias.v17i32.381

Edição

Seção

ARTIGOS DO PRÊMIO DESTAQUE